Pareceres e opiniões

Não é uma epidemia vírica que faz soçobrar o Serviço Nacional de Saúde. Há que reconhecer que a dissimulação do inimigo tem causado enormes problemas na resposta assistencial,

que o conceito de imunidade de grupo (70%, 90% de vacinados, será alcançável?) tem vindo a mudar com a evolução e a tenacidade do agente infetante… Porém, há que concordar

que os profissionais do SNS têm estado à altura da exigência sanitária, em particular no cumprimento do indeclinável plano vacinal.

(Ver todo o artigo, em anexo)

Melhor negócio que o da saúde só o das armas. Ficou célebre a frase da gestora Isabel Vaz, Presidente da Comissão executiva do grupo Luz Saúde hoje parte do universo do grupo internacional Chinês Fosun.

Pouco interessa saber se é da sua autoria ou se limitou a sintetizar um pensamento transversal a um universo politico-gestionário que vem fazendo caminho na área da Saúde. Afinal, mais não é que um remake

de uma outra frase hostil “quem quer saúde paga-a” proferida nos primórdios do SNS por um ex-ministro dos Assuntos Sociais.

(ler o artigo, na íntegra, em documento anexo)

segunda-feira, 07 junho 2021 00:19 Publicado em Artigos de opinião

nunca voltes ao lugar onde foste feliz... - RA

Mas, às vezes, voltamos e vemos isto:

imagem 1

imagem1

PAÍSES EUROPEUS com mais casos ativos+ Reino Unido + EUA + BRASIL = hoje

[casos ativos = total de positivos, menos falecidos, menos curados]

A decisão de apoiar a suspensão dos direitos de patente das vacinas anti Covid-19 é demonstrativa da sagacidade de Joe Biden, representando uma enorme vitória da Humanidade.

Sendo verdade que este passo não se traduz no imediato na produção de mais unidades, sem a quebra dos direitos de propriedade intelectual das patentes não é possível o acesso

rápido ao know-how científico, em particular da tecnologia ARN, que permite acelerar a divulgação do conhecimento e o alargamento da produção deste tipo de vacinas a países terceiros.

(ver o documento, na íntegra, em anexo)

safe image

 O 25 de Abril foi o mais importante fenómeno político-social da nossa história moderna.

O mais fascinante fenómeno político-social da vida de todos aqueles que tinham dentro de si a terra preparada para nascerem cravos

(ver o artigo, na íntegra, em documento anexo)

quinta-feira, 22 abril 2021 12:31 Publicado em Artigos de opinião

A joia da coroa - artigo de Jorge Almeida

Atingimos o valor record de vacinações anti-Covid-19 no último fim-de-semana. A vitalidade do Serviço Nacional de Saúde foi posta à prova, tendo respondido com eficiência e eficácia ao transpor a ambiciosa fasquia estabelecida

pelo poder político, sob coordenação da task force vacinal. Noutras latitudes as máscaras já vão caindo graças á vacinação em massa, ambição que mostrámos estar também ao nosso alcance mesmo quando a disponibilidade de

vacinas sofre revezes que obrigam a alterações logísticas inesperadas.

(ler o artigo, na íntegra, em doc. anexo)

Face à grave crise infeciosa e económica com que nos confrontamos, atingir o mais rapidamente
possível a imunidade de grupo é um imperativo nacional. Não há, de momento, tarefa mais
importante para o País que a vacinação em massa. É este objetivo com que hoje nos deparamos
e ao qual o Serviço Nacional de Saúde, na parte que lhe diz respeito, tem obrigação de dar
resposta...

(ver o texto, na íntegra, em anexo)

sexta-feira, 26 março 2021 10:48 Publicado em Artigos de opinião

Relação médico-doente: artigo de Jorge Almeida

Quadro de Adão Cruz

(ver artigo de opinião em anexo)

À medida que a vacinação contra a COVID abrange sectores mais amplos da
população, o papel das Unidades de Saúde Familiares (USF), já essencial desde o
início da pandemia, é posto à prova em todo o país. Será uma oportunidade para se
revalorizar, em recursos financeiros e meios humanos, o papel dos Cuidados de
Saúde Primários? Um dos «parentes pobres» do SNS, esta área é também aquela
em que se joga boa parte da saúde da população.

(ver o artigo na íntegra em doc. anexo)

Não vou discutir conceitos económicos sobre valor de uso e valor de troca. Deixo isso para os
entendidos. Sobre a matéria, lembro apenas que os bens que têm maior valor de uso têm
geralmente pouco ou nenhum valor de troca, sendo o contrário também verdadeiro. Dou dois
exemplos clássicos, a água, enorme valor de uso e baixo valor de troca (pelo menos por estas
bandas); o ouro, enorme valor de troca e pouco valor de uso.

(ver o artigo na íntegra em documento anexo)

Pesquisar por texto

Informação por datas

« Agosto 2021 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
            1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30 31          
 
 
 

EU privacy directive